Como plantar Goiabas      Como plantar Goiaba      Plantar Goiaba      Goiaba      Como
Frutas do Brasil




Informações:





CULTIVO DA GOIABA
Veja abaixo algumas sugestões de como plantar goiaba: Como plantar goiaba:
Nativa de região tropical, a goiabeira adapta-se bem em diversas condições climáticas, porém a planta não progride em áreas de temperaturas abaixo de 12ºC, sendo a temperatura entre 25 e 30ºC ideal para vegetação e produção.
Em clima frio, nublado ou chuvoso, os botões de flores não se abrem. A goiabeira requer precipitação anual de 1.000 e 2.000 mm, e chuvas bem distribuídas.
Planta rústica, adapta-se aos mais diversos tipos de solo, preferindo os areno-argilosos profundos, bem drenados, ricos em matéria orgânica, com pH entre 5,5 ou 6 e protegidos de ventos ou do frio.
Em pomares domésticos, a goiabeira pode ser plantada por sementes e na formação de pomares comerciais por enxerto (borbulhia) e por estaquia herbácea.
As sementes são separadas da polpa quando bem madura, basta colocá-las numa peneira e sob a pressão de água. Depois de lavadas, por para secar à sombra.
Podem ser guardadas por um período de tempo, mesmo assim deve-se semeá-las o mais rápido possível.
As sementes devem originar-se de frutos maduros, sadios, produtivos e com raízes vigorosas.

O manuseio do solo deve ser feito 3 meses antes do plantio e compreende roçagem, destoca, aração, gradagem e aração profunda.
As covas devem ser abertas nas seguintes dimensões: 60 x 60 x 60 cm e espaçamento de 7 x 7 m.
Trinta dias antes de plantar, adubar cada cova com 20 litros de esterco de curral bem curtido, 200 gramas de superfosfato simples e 150 gramas de cloreto de potássio.

As adubações orgânicas são fundamentais para a goiabeira, fornecer de 150 a 200 kg de esterco de curral por planta e por ano, esparramados sobre a superfície do solo, na periferia da copa.
O plantio deve ser realizado no início da estação das chuvas, em dias nublados e frescos, com mudas bem desenvolvidas, deixando a face superior do torrão, acima do nível normal do solo.
Não chovendo, efetuar rega abundante e amarrar a planta, com fita plástica larga, a um tutor.
Fazer uma bacia ao redor da muda e cobrir com palha ou maravalha.

Para que as podas de limpeza, desbaste, colheita e ensacamento dos frutos sejam feitas com facilidade, realizar a poda de formação, assim, a planta terá uma copa baixa, funcional.
Logo no início, a planta deve ser conduzida com uma só haste até altura de 60 cm quando retira-se a gema terminal. Até 25 cm abaixo do ápice da planta deixa-se 4 ramos opostos 2 a 2 e orientados para os pontos cardeais e entrando, de modo desencontrado, no caule para formação da copa, após amadurecimento da planta esses ramos primários são podados para ficarem com 45 cm de comprimento, após isso, deixa-se livre a formação da copa.

Após a produção anual, os ramos secos, doentes e entrelaçados são extraidos.
Os ramos inferiores da goiabeira devem ficar a uma altura mínima de 45 cm do solo.
Fazer o desbaste, para a goiabeira produzir frutos grandes e de boa qualidade, o método consiste em eliminar grande parte dos frutos que vingaram.

A quantidade de frutos deixados por ramo varia conforme a idade e o vigor da planta.
Em árvores jovens, deixar dois por ramo e em culturas mais velhas, deixa-se de três a quatro frutos por ramo.
Em todos os casos, o ideal é que a planta fique com 600 a 800 frutos.

Os frutos que sobrarem devem ser protegidos com sacos de papel-manteiga (15x12 cm), presos no pendúnculo ou no ramo que o sustenta, com fita vegetal ou arame fino.
Esse método impede que o fruto seja atacado por pragas, favorece a maturação, melhora o aspecto do produto e impede a penetração de resíduos tóxicos.

A goiaba pode ser colhida todo o ano. Após 3 meses da poda, a goiabeira floresce e após três meses os frutos já estarão em condições de serem colhidos.
O ponto de colheita é definido pelo tamanho, consistência e coloração externa da fruta.

Colher os frutos quando estes estiverem secos, ou seja, sem chuva ou orvalho, segurando-os fimemente e desprendendo-os da árvore com um cuidadoso movimento de torção.
Os frutos poderão ser acomodados em cestos, ainda envoltos no saquinho de papel.