Como cultivar Uvas      Cultivo da Uva      Plantio da Uva      Plantação de Uva   Cultivares
    


Informações:

CULTIVO DA UVA
Veja abaixo algumas sugestões para o cultivo da uva: Como cultivar uva:
A videira exige um período de frio, quando acontece a queda das folhas e a dormência das gemas.
A temperatura ideal deve ficar em torno de 22ºC. A parreira adapta-se a varios tipos de solos, mas devem ser ricos em matéria orgânica. Não gosta de solos úmidos e mal drenados.

As uvas podem ser plantadas em valas com 50 cm de largura por 80 cm de profundidade ou em covas 60 x 60 x 60 cm. A adubação de plantio deve ser feita, por cova, da seguinte forma:
Uvas finas: 40 litros de esterco de curral curtido ou 10 litros de esterco de galinha, ou 2 kg de torta de mamona e 1 kg de calcário dolomítico.
Uvas rústicas: 10 litros de esterco de curral curtido ou 3 litros de esterco de galinha, ou 500 g de torta de mamona e 1 kg de calcário dolomítico.

Os sistemas de plantio variam de região para região. Mudas para plantio comercial não são sugeridas, e sim o plantio direto do porta-enxerto e após, o enxerto.
As uvas rústicas precisam, para o plantio de uma área de 3.000 a 6.000 m2, com as linhas de 40 a 60 m2, e o espaçamento de 2 x 1 m. As finas requerem de uma área de 3.000 a 6.000 m2, com as linhas de 40 a 60 m2, e o espaçamento de 2 x 1 m.
Deixar o vinhedo sem ervas daninhas, através de roçadas, capinas manuais, cobertura morta e uso de herbicida. As podas de produção alternam de acordo com a variedade cultivada.
Feita a poda de produção é necessário realizar a quebra da dormência através de pulverização com produto específico, para forçar os ramos frutíferos.
Na viticultura são necessários cuidados culturais tais como: desbrota, seleção dos melhores brotos, eliminação dos ramos secundários, amarração, fixação do caule no tutor e as brotações dos ramos de produção nos arames; despontamento: consiste em tirar a parte terminal do ramo para controlar o crescimento excessivo; desbaste: retirada dos brotos (ladrões) que aparecem no porta-enxertos e redução dos cachos, tirar o excesso de cachos e os mal formados.
É necessário o desbaste das bagas, retirada de 50 a 60% do número de bagas de cada cacho, proteção dos cahos, as uvas finas precisam ser protegidas com sacos de papel manteiga, jornal ou plástico, aumento das bagas: em algumas espécies, usa-se ácido giberélico logo no início do crescimento das bagas, irrigação, cobertura do vinhedo com clarite ou sombrite, por fim, para prevenir ataque de aves, granizo e insolação.
A colheita é realizada de 120 a 150 dias depois da poda. A uva é uma fruta que não amadurece pós-colheita, mantendo inalterados os teores de açúcares e de ácidos.
Utiliza-se tesouras especiais na colheita manual e, deixa-se um pendúnculo longo, para prevenir a desidratação do engaço.
Evitar o contato das mãos com as bagas para não retirar a cera natural da fruta (Segurar os cachos pelo pendúnculo).
Escolha as horas frescas do dia para fazer a colheita. É importante que seja feito em dias sem chuvas e sem orvalho.