Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z
    
    

Ervas Medicinais:


Informações:

ERVAS MEDICINAIS DE A a Z

Ervas Medicinais de A a Z:



AROEIRA: Nome científico: "Schinus Terebinthifolius"
Balsâmico e adstringente empregada nas doenças de vias urinárias, como cistite. Nas bronquites, gripes e resfriados, combate a febre e secreções.

ARRUDA: Nome científico: "Ruta Graveoleons"
A RUTINA (principio ativo) aumenta a resistência de vasos capilares sanguíneos, evita a ruptura, provoca uma leve contração do útero, estimula as fibras musculares. Indicado especialmente nos reumatismos, nevralgias, verminoses e problemas respiratórios, sua inalação abre os brônquios. É emenagoga, antiespasmódica e estimulante.

ARTEMISIA: Nome científico: "Artemísia vulgaris"
Planta feminina que tem ação estimulante sobre o útero e deve ser evitada por mulheres grávidas, por ser emenagoga. O CHÁ combate problemas de ovários, ciclo menstrual irregular, lombrigas e anemia 2 xícaras/dia no máximo).

ASSA PEIXE: Nome científico: "Bohemeria caudata"
Muito eficaz contra a gripe, tosse forte e bronquite, aliviando dores no peito e nas costas. Estanca o sangramento.

AVENCA: Nome científico: "Adiantum capillus-veneris"
Tem ação protetora sobre peles sensíveis e age contra queda de cabelos. Combate males respiratórios como bronquite e tosse com catarro.

AZEDA-CRESPA: Nome científico: Rumex Crispus
Muito utilizada na preparação de remédios caseiros, pois tem entre suas funções terapêuticas a propriedade de reconstituinte, laxante e adstringente para a tonificação da pele. É uma planta herbácea (erva) perene (que não precisa ser replantada), pertencente à família das Poligomáceas.

BANCHÁ: Nome científico: "Thea sinensis"
Originária da China, acompanha a cultura a milênios como digestiva de fino paladar, diurética e levemente tônica.

BARBATIMÃO: Nome científico: "Stryphnodendron barbatiman"
Rica em tanino. Usa-se externamente reduzindo a pó e aplicado sobre úlceras, impingens e hérnias (20 gramas cozidas em meio litro da água, em banhos e lavagens). Internamente como tônico, cozinhando a casca para combater hemorragias uterinas, catarro vaginal e diarréias.

BARDANA/FOLHA: Nome científico: "Arctium lappa"
Indicada principalmente para a pele e como antibiótico, é ainda diurética, hipoglicemiante, anti-inflamatória, bactericida, depurativa e cicatrizante, além de agir no couro cabeludo nas dermatites descamantes.

BOLDO CHILENO: Nome científico: "Peomus boldus"
Poderoso digestivo e hepático, com propriedades tônicas e estimulantes, ativa a secreção salivar, biliar e gástrica em casos de hipoacidez e dispepsias. Muito utilizado em hepatite crônica e aguda.

BORRAGEM: Nome científico: "Borago officinalis"
Planta medicinal e alimentícia que lembra o cheiro do pepino, por isso se torna uma salada muito nutritiva. Possui vitamina C, alcaloides. É antinflamatória, expectorante, adstringente e altamente diurética. Muito indicada em casos de inflamações de bexiga e pedras nos rins ou bexiga. Auxilia na eliminação de toxinas e melhoria da pele. Suas folhas são ásperas e as flores grandes, normalmente azuladas, mas também podem ser vermelhas.

CABELO DE MILHO: Nome científico: "Zea Mays"
Poderoso diurético, regula as funções dos rins e da bexiga removendo areias e pedras. Chá dos cabelos de milho baixa a pressão e desintoxica o sangue. Não se recomenda o uso em casos adiantados de inflamação nos rins ou bexiga.

CACTO/MANDACARU: Nome científico: "Cactus grandiflorus"
Estimulante do coração, similar a "Digitális", utilizado nas perturbações cardíacas, circulatórias, reumatismo e angina peitoral. Não se acumula no organismo.

CAJUEIRO: Nome científico: "Anacardium occidentale"
É estimulante do organismo, combate o Diabetes e é anti-hemorrágico. Em gargarejos cura inflamações da garganta, aftas. Ameniza irritações vaginais.

CALÊNDULA: Nome científico: "Calendula officinalis"
Famoso por ser antialérgica e cicatrizante, ainda cura e diminui a gastrite e a úlcera duodenal, pois tem ação antitumoral. O ácido oleanóico suaviza e refesca peles sensíveis e queimadas pelo sol. Favorece a regeneração de tecidos danificados e é antisséptico.

CAMOMILA: Nome científico: "Matricaria chamomilla"
De origem egipcia, tem propriedades calmantes, digestivas em casos de inflamações agudas e crônicas da mucosa gastrointestinal, colites, cólicas, é também antialérgico e anti inflamatório, podendo reconstiuir a flora intestinal.

CANA DO BREJO: Nome científico: "Costus spicatus"
Excelente diurético, ajuda a eliminar pedras na bexiga, sífilis e inflamações nos rins. Ainda combate a arteriosclerose. A raiz em pó serve de cataplasma para hérnias, inchaços e contusões.

CANELA: Nome científico: "Cinnamomum zeylanicum"
Originária do Sri Lanka, sudeste da Índia, é aromático, estimulante da circulação, do coração e aumenta a pressão. Provoca a contração de músculos e do útero, por isso é hemenagoga.

CARAMBOLEIRA: Nome científico: "Averhoa carambola"
Ótimo diurético, elimina pedras nos rins e da bexiga, combate febres e ameniza o diabetes.

CARAPIÁ: Nome científico: "Dorstênnia arifolia"
Depurativo, estimulante digestivo e age contra anemia. A raiz é empregada como cataplasma para apressar a cicatrização de ossos fraturados.

CARVÃO VEGETAL: O carvão vegetal de madeira mole e não resinosa, é utilizadas desde o antigo Egito com fins mediciniais. Por ser altamente absorvente, é empregada na eliminação de toxinas, em casos de envenenamento ou intoxicação. Por sua rapidez na ação era utilizado pelos índios em picadas de cobras e aranhas. Uso interno e externo.

PÁGINA ANTERIOR..........PÁGINA SEGUINTE



Subir

PARA VOLTAR Á PÁGINA PRINCIPAL:  Frutas do Brasil