Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z
    
    

Ervas Medicinais:


Informações:

ERVAS MEDICINAIS DE A a Z

Ervas Medicinais de A a Z:



ERVA DE BICHO: Nome científico: "Polygonum acre"
Tem efeito circulatório, ameniza hemorragias, hemorróidas e varizes. Melhora o desempenho cerebral e o raciocínio.

ERVA MACAÉ: Nome científico: "Leunurus sibiricus"
Indicada nas doenças de pele e erisipela, combater o colesterol e a pressão alta.

ERVA MOURA: Nome cientifico: Solanum Migrum
E também conhecida como pimenta-de-cachorro e erva-de-bicho, isto porque costuma crescer em qualquer lugar. É uma planta herbácea (erva), pertencente à família das Solanácias. As flores são pequenas e rosadas e os frutos, que amadurecem no verão, possuem bagas vermelhas ou pretas. Possui várias indicações terapêuticas. É indicada para reumatismo, contusões e leucorréia.

ERVA SANTA MARIA/MENTRUZ: Nome científico: "Chenopodium ambrosioides"
Cura indigestão, hemorróidas, varizes, facilita a menstruação, a circulação e combate doenças nervosas.

ERVA DE BUGRE: Nome científico: "Casearia sylvestris"
Emagrecedor, diurético, anticolesterol, diminue inchaço das pernas, estimula a circulação e o coração. Útil em doenças de pele, mordidas de cobras e aranhas.

ERVA DE SÃO JOÃO: Nome científico: "Agerathum conyzoides"
Anti-febril, muito eficiente contra dores de estômago, cólicas e gases. Não confundir com "Herb San John"(Hipérico).

ERVA DOCE: Nome científico: "Pimpinella anisum"
Calmante, combate insônia, náuseas, cólicas e vômitos. Reestabelece a menstruação e aumenta o leite materno.

ESPINHEIRA SANTA: Nome científico: "Maytenus ilicifolia"
Seu uso é indicado no tratamento de várias doenças do aparelho digestivo, especialmente úlceras. Atua ainda sobre as fermentações anormais do intestino, normalizando as funções gastrointestinais, é ainda antisséptica e cicatrizante. No final da década de 80, a Central de Medicamentos (Ceme) divulgou um estudo oficial em que comprova as propriedades terapêuticas desta erva.

ESPINHEIRO-ALVAR: Nome científico: Crataegus Oxyacantha
Esta planta possui várias indicações terapêuticas, mas sua prescrição precisa ser feita por um médico. indicada para problemas cardíacos, servindo também como calmante e antiespasmódico. Seus ramos possuem espinhos. Suas folhas são verdes brilhantes e suas flores brancas, com um perfume suave. Já seus frutos podem ser comparados a uma maçã de tamanho extremamente reduzido.

EUCALIPTO AROMÁTICO: Nome científico: "Eucaliptus globulos"
Poderoso aintiséptico, é indicado para uso em inalações, para problemas pulmonares, bronquite, asma, inflamações da garganta.

FÁFIA Pfaffia Paniculata: GINSENG BRASILEIRO: Tem uma longa lista de indicações medicinais. É tida como rejuvenecedora, revitalizante e inibidora do crescimento das células cancerígenas. Afirma-se que ativa a circulação do sangue. Tida ainda como estimulante das funções sexuais e como agente de combate ao stress, tem grande sucesso no Japão. Há quinze anos vem sendo alvo de extração predatória. A reposição é difícil pois o princípio ativo é encontrado unicamente na raiz. Estima-se que o período entre coletas deva ser de, aproximadamente, cinco anos. É o tempo necessário ao amadurecimento da planta e ao desenvolvimento de seu princípio ativo.

FENOGREGO: Nome científico: "Trigonella foenum-graecum"
Semente altamente nutritiva, que estimula o apetite, engorda. Indicado nas fraquesas típicas de gripes, anemia ou convalescência. Melhora a pele e evita rugas.

FUCUS-(alga): Nome científico: "Fucus vesiculosos"
Indicado para casos de hipotireoidismo, obesidade e disfunções da tireóide com baixa taxa de iodo. Contra indicado em casos de hipertireoidismo, problemas cardíacos, gravidez e lactação.

GARRA DO DIABO: Nome científico: "Harpagophytum procumbens"
Anti-inflamatório de origem africana, nasce apenas nos desertos, é indicada contra reumatismo, diabetes, arteriosclerose (melhora a flexibilidade das artérias) e doenças do fígado.

GENCIANA: Nome científico: "Gentiana lutea"
Estimulante digestivo, depurativa, indicada na falta de apetite, anorexia, problemas gastrointestinais. É contra indicado em casos de úlcera gástrica.

GENGIBRE: Nome científico: "Zingiber officinalis"
Estimulante gastrointestinal, é ainda um bom anti-inflamatório que apresenta resultados contra o reumatismo e artrites.

GERVÃO: Nome científico: "Verbena bonariensis"
Indicada nas dores do fígado e do estômago, febres, prisão de ventre, diurético e emenagogo.

GIESTA: Nome científico: Cytisus Scoparius
As propriedades terapêuticas desta planta, que pertence à família das leguminosas, são inúmeras. A esparteína, um dos princípios ativos contidos na Giesta, é amplamente utilizada para combater problemas cardíacos. A sua ação diurética é especialmente eficiente para aquelas pessoas com problemas de obesidade, das vias urinárias e também para aquelas que sofrem de hidropisia. Cataplasmas com as flores dessa planta são muito eficientes para acabar com abscessos e furúnculos.

GINKGO BILOBA: Árvore considerada um fóssil vivo, ancestral do carvalho, é mencionada nos escritos chineses de 2800 anos A.C. e considerada sagrada no Oriente. Tem ação preventiva e curativa na oxidação das células e no envelhecimento. Estimulante da circulação, diminui a hiperagregação plaquetária, evitando tromboses. Indicado ainda contra micro varizes, artrite e cansaço nas pernas.

GINSENG COREANO: Nome científico: "Panax Ginseng"
Estimulante, pode elevar a pressão arterial. Portanto, não é recomendada para hipertensos. Dose máxima, duas colheres pequenas ao dia.

GIRASSOL: Nome científico: HelianthusAnnuus
É originário do México e do Peru, sendo amplamente cultivado como planta ornamental. Suas sementes torradas podem substituir o café, sendo indicadas para as pessoas que não podem com a cafeína. Além disso, possui inúmeras propriedades terapêuticas. É indicado para as febres em consequência da malária ou de problemas pulmonares; é eficaz também no combate às doenças do estômago e resfriados.

PÁGINA ANTERIOR..........PÁGINA SEGUINTE



Subir

PARA VOLTAR Á PÁGINA PRINCIPAL:  Frutas do Brasil