Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z   Ervas Medicinais de A a Z
    
    

Ervas Medicinais:


Informações:

ERVAS MEDICINAIS DE A a Z

Ervas Medicinais de A a Z:



GUACO: Nome científico: "Mikania glomerata"
Dissolve catarro dos brônquios, expele secreções típicas de resfriados e bronquite, amenizando inflamações de garganta.

GUAÇATONGA: Nome científico: "Casearia sylvestris"
Emagrecedor, diminue o colesterol, o cansaço das pernas. Estimulante da circulação, usada em doenças de pele, picadas de cobras e aranhas.

GUARANÁ: - "Paullinia cupana" Os índios Maués a chamam de Paullinia cupana, da Amazônia, um extraordinário estimulante, que dá energia física ao organismo. Contém muita cafeína. Indicado para casos de esgotamento físico, atividades intelectuais, e é afrodisíaco.

GUINÉ: Nome científico: "Petiveria tetrandra"
Indicada para dor de cabeça, enxaqueca, falta de memória e problemas nervosos. Eficaz antídoto ao veneno de cobra e abortivo.

GRAVIOLA: Nome científico: "Anona muricata"
O chá das folhas é um ótimo emagrecedor, diminui o colesterol e baixa a pressão. Poderoso hipoglicemiante muito indicado em diabetes. Ainda é analgésico em nevragias e reumatismo.

HAMAMELIS: Nome científico: "Hamamelis virginica"
Contendo essencialmente tanino, tem ação adstringente e vasocostritora, diminui as secreções e ativa a circulação. Muito utilizada como shampoo, pois ativa a circulação da pele e evita queda de cabelos.

HERA: Nome científico: "Glechoma hederácea"
Planta trepadeira, comum em muros, contém importantes propriedades terapêuticas, contém semente tóxicas, suas folhas são analgésicas, vasodilatadora, descongestionante. A HederosaponinaC tem efeito inibidor de fungos, com ação antibiótica. Por conter muito Iodo é contra indicado em casos de hipertireoidismo.

HIBISCO: Nome científico: "Hibiscus sabdarifa"
Flor avermelhada, com sabor semelhante ao morango, tem efeito laxante sem cólicas, melhora a digestão, aumenta a diurese e acalma os nervos.

HIPÉRICO: Nome científico: "Hipeycum perfloratum"
Famoso calmante e >anti-depressivo, também é anti-inflamatório e cicatrizante. É a hipericina a responsável pela ação calmante, que também age na insuficiência hepática, má digestão, gota e reumatismo.

HORTELÃ JAPONESA: Nome científico: "Mentha arvensis"
Calmante, antisséptico e descongestionante. Elimina gases e é sedativo do estômago (faz cessar os vômitos). A TINTURA alivia enchaquecas e irritações da pele, em aplicações locais. A INFUSÃO feita com 20 grs. para meio litro de água, em forma de INALAÇÃO, descongestiona as vias respiratórias.

IPECACUANHA-(Papaconha): Nome científico: "Cephaelis ipecacuanha"
Raiz do nordeste indicada contra a bronquite e tosse com catarro.

IPÊ ROXO: Nome científico: "Tabebuia impetiginosa"
Antibiótico natural, ficou famoso por suas propriedades analgésicas e anticoagulante é ainda indicado em casos de bronquite, asma e arteriosclerose. O Ipê-Roxo é tido como um poderoso auxiliar no combate a determinados tipos de tumores cancerígenos. É usado também como analgésico e como auxiliar no tratamento de doenças estomacais e da pele. No passado, foi largamente utilizado no tratamento da sífilis. A árvore do Ipê-roxo é alta e tem como característica as flores tubulares arroxeadas. A substância com propriedades terapêuticas é encontrada na casca.

JABORANDI: Nome científico: "Pilocarpus jaborandi"
Tem como princípio ativo o alcalóide Pilocarpina, que age nas glândulas salivares e sudoríferas. Estimula as secreções gástricas, por isso é um ótimo digestivo. Tem efeito semelhante ao da Espinheira Santa. É encontrado em uma região de solo e clima bem característicos. Seu princípio ativo já é largamente usado pela indústria de medicamentos no tratamento do glaucoma. Era utilizado no passado para aguçar o faro de cães de caça. Também indicado no tratamento de doenças do aparelho respiratório. Vários xampus trazem o Jaborandi em sua fórmula, tido como um poderoso aliado na luta contra a queda de cabelo. Há anos, a planta vem sendo extraída em grandes quantidades para uso de laboratórios estrangeiros. Não existem planos para reposição dos exemplares retirados da região. As poucas áreas de cultivo regular são controladas por laboratórios estrangeiros.

JAMBOLÃO: Nome científico: "Syzygium jambolanium"
Adstringentes e poderoso hipoglicemiante indicado em diabetes, pois ameniza a formação de fermentos sacarificantes.

JASMIM: Nome científico: "Gardenia jasminoides"
Diurético e estimulante indicado como xarope contra tosse e gripe. Ótimo colírio contra inflamações dos olhos.

JATOBÁ: Nome científico: "Hymenaea courabril"
Fortificante usado contra doenças pulmonares. Cura cistite (não infecciosa).

JUÁ: Nome científico: "Solanum viarum"
A casca é utilizada como dentifrício, os frutos são calmantes dos nervos e da azia. A raiz é diurética, ajuda a emagrecer, melhora as funções do fígado e bexiga.

JURUBEBA: Nome científico: "Solanum paniculatum"
Estimulante das funções digestivas, do fígado e baço. Indicado em casos de insuficiência hepática e prisão de ventre.

LARANJEIRA: Nome científico: "Citrus aurantium"
Ótimo contra gripes e refriados, pois é depurativo e sudorífico, tem vitaminas e sais minerais.

LINHO: Nome cienti fico: Linum Usítaüssimum
É uma planta herbácea (erva), muito utilizada na indústria têxtil, pois é dela que se extrai o tecido linho. Mas o Linho tem ainda propriedades terapêuticas, sendo um excelente laxante e diurético. Pertencente à família das Lináceas, esta planta é originária do Egito. Sua haste é reta e pode alcançar até 80 cm de altura. Suas flores possuem cinco pétalas e têm uma coloração azulada.

LOURO: Nome científico: "Laurus nobilis"
Santo remédio contra má digestão e ressaca alcoólica, doenças de fígado e estômago.

LOSNA: Nome científico: "Artemisia absinthum"
Amargo estimulante gástrico, aumenta o apetite e é afrodisíaco. Mas em doses altas pode se tornar um psicoestimulante. Indicado contra doenças nervosas e falta de apetite.

PÁGINA ANTERIOR..........PÁGINA SEGUINTE



Subir

PARA VOLTAR Á PÁGINA PRINCIPAL:  Frutas do Brasil